top of page

PF prende grupo de pirâmide financeira que movimentou R$ 4 bilhões


A Polícia Federal faz nesta quinta-feira (06) a operação Poyais contra uma quadrilha que praticava crimes de pirâmide financeira e lavagem de dinheiro.

Estima-se que a quadrilha tenha movimentado ao menos R$ 4 bilhões. A polícia federal cumpriu 20 mandados de busca e apreensão em cidades do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

De acordo com os investigadores, a organização tinha sede no Paraná. Autoridades dos Estados Unidos já vinham investigando o grupo no exterior e alertaram a Polícia Federal no Brasil.

Aqui no país, o grupo mantinha uma empresa que dizia operar criptomoedas e prometia rendimentos de até 20% do capital investido. Mas na realidade, eles não tinham capacidade técnica nem lastro para operar e convertiam todo o dinheiro arrecadado em bens de luxo como imóveis, mansões e joias.

Como eles captaram muito dinheiro de investidores, conseguiram manter o pagamento do retorno prometido aos clientes por alguns anos, mas, de acordo com o delegado Filipe Pace, os clientes passaram a ter dificuldades de reaver o dinheiro no fim do ano passado.

De acordo com a PF, o nome da operação Poyais faz referência à uma fraude de um soldado escocês no século 19 que vendeu títulos de propriedade de um país que não existia.

E nunca é demais lembrar ao ouvinte que pretende investir seu dinheiro, de sempre desconfiar de promessas de lucro ou retorno exorbitantes. É possível ver a lista de todas as empresas autorizadas a operar no mercado financeiro no site da Comissão de Valores Mobiliários, que é o sistemas.cvm.gov.br


Fonte: Agência Brasil

Comentarios


NOVA LOGOMARCA PNG.png
bottom of page